Os nossos amigos Gatos

Ao longo deste blog vai ser possível conhecer algumas curiosidades felinas e aprender mais sobre estes adoráveis animais.
Aqui encontra um guia prático com todas as informações que o dono responsável precisa de saber.
Sejam bem-vindos ao mundo das Curiosidades Felinas!



sábado, 24 de julho de 2010

Toxoplasmose

A Toxoplasmose é uma doença parasitária, causada por um protozoário, o Toxoplasma gondii, e que afecta principalmente as células sanguíneas.
Tem como hospedeiros intermediários todos os animais de sangue quente e como hospedeiros definitivos os gatos e outros felinos. É nos hospedeiros definitivos que ocorre a produção e eliminação dos oocistos (ovos) e a perpetuação da doença, uma vez que somente neles ocorre a reprodução sexuada dos parasitas.

Como se dissemina?

A toxoplasmose dissemina-se quando os gatos ingerem os cistos que se encontram na terra, na carne crua ou mal passada, nos ratos ou pássaros que matam e ingerem, total ou parcialmente, ou até mesmo nas plantas ou água contaminada. Os gatos são os únicos hospedeiros da forma sexuada do parasita e são uma fonte de disseminação da doença por libertarem os oocistos nas fezes, entre 3 a 10 dias após serem contaminados. Após este período, é pouco provável que o gato excrete o toxoplasma de novo, uma vez que criará imunidade contra ele.


Quais são os sintomas?

Normalmente, os gatos não manifestam sintomas de toxoplasmose. No entanto, os sintomas mais frequentes da toxoplasmose nos gatos passam por febre, vómitos, diarreia, anorexia, prostração e secreção ocular muco-purulenta. Podem ocorrer espirros, tosse e secreções nasais. Casos mais graves podem levar a complicações do foro cardíaco ou respiratório, podendo originar alterações neurológicas, problemas cardíacos ou cegueira.
Se a infecção se der aquando da gravidez da gata, pode dar origem a abortos ou fetos mal formados. Se a infecção tiver ocorrido antes da gravidez, não haverá qualquer problema para os fetos.

Qual é o tratamento?

Na maior parte dos casos, não é necessário realizar qualquer tratamento, já que o sistema imunitário consegue resolver o problema.
Nos casos mais complicados, deve consultar o veterinário, que tratará de controlar a multiplicação do toxoplasma gondii e regularizará o sistema imunitário do seu gato.

Nos humanos:

Sendo este um dos grandes mitos associados aos gatos, é importante retermos algumas informações.
A toxoplasmose existe em todo o Mundo. Mais de metade da população tem anticorpos contra este parasita, o que significa que já esteve exposto ao mesmo.
O ser humano é infectado após ingerir carne crua ou mal cozinhada, vegetais mal lavados ou água contaminada por fezes de gatos, quando manuseia terra dos jardins ou quintais ou quando manuseia areia dos gatos com fezes contaminadas.
O contacto directo com os gatos não é capaz de causar infecção. Também as mordidas e os arranhões são improváveis vias de transmissão.
Desta forma, adoptar medidas de prevenção é a melhor solução para evitar esta doença, tais como cozinhar e lavar bem os alimentos, usar luvas quando trabalha no jardim ou quintal ou quando limpa a caixa de areia do seu gato, lavar bem as mãos e nunca beber água de fontes suspeitas.
Esta infecção é geralmente assintomática. Muitas pessoas podem contrair toxoplasmose e não se aperceber disso, mas caso tenham sintomas estes podem ser febre baixa, dores musculares, aumento do volume dos gânglios linfáticos, perda de apetite e dores de garganta.
Uma vez exposto à doença, o ser humano desenvolve imunidade contra o parasita e raramente torna a adoecer com toxoplasmose.
A toxoplasmose pode ser transmitida da mãe para o feto, mas nunca de pessoa para pessoa.
Para os humanos, o maior perigo é durante a gravidez. Apanhar toxoplasmose durante o 1º trimestre de gravidez equivale ao risco do bebé nascer com graves deformações neurológicas ou mesmo atraso mental.
No entanto, se adoptar as medidas preventivas referidas anteriormente, pode ter uma gravidez tranquila na companhia do seu bichano, sem qualquer risco de contrair toxoplasmose. Até poderá já ser imune a esta doença. E uma vez que o gato apenas liberta os oocistos do toxoplasma 3 a 10 dias após ser contaminado, ficando imune a partir desse momento, é pouco provável que contraia a toxoplasmose na altura em que estiver grávida.
Lembre-se: estime o seu bichano, não o abandone!


DEVE SEMPRE CONSULTAR UM VETERINÁRIO

Sem comentários:

Enviar um comentário

Sejam bem-vindos ao mundo das Curiosidades Felinas!
Muito obrigada por comentar!
Para pedidos de informação mais urgentes, por favor utilize o mail curiosidadesfelinas@gmail.com. Obrigada!

Informação

Todos os textos publicados foram preparados após pesquisas em enciclopédias, livros especializados, clínicas veterinárias e sites de conteúdo fidedigno, bem como pela experiência pessoal de convivência com muitos peludinhos.
Se detectar qualquer irregularidade ou incorrecção, agradecemos o seu contacto.


Voltem sempre!

Glitter Text Generator at TextSpace.net

Idade

PitaPata - Personal picturePitaPata Cat tickers