Os nossos amigos Gatos

Ao longo deste blog vai ser possível conhecer algumas curiosidades felinas e aprender mais sobre estes adoráveis animais.
Aqui encontra um guia prático com todas as informações que o dono responsável precisa de saber.
Sejam bem-vindos ao mundo das Curiosidades Felinas!



sábado, 23 de outubro de 2010

O enxoval do gato

Como já foi referido anteriormente no nosso artigo A decisão de adoptar um gatinho, esta não é uma decisão que se deva tomar de ânimo leve. Um gatinho é um ser vivo sensível e delicado, que necessita de certos cuidados para que possa crescer forte e saudável.
Desta forma, pretendemos ajudá-lo nesta nova etapa da vida de ambos - sua e do gatinho - sugerindo alguns objectos que deve adquirir para lhe proporcionar o máximo de conforto, saúde, higiene e segurança.
Cada vez mais, temos à disposição um leque muito variado de produtos, pelo que devemos ponderar bem qual o fim a  que cada objecto se destina.
De seguida poderá encontrar uma lista dos objectos que deverá adquirir ou arranjar antes da chegada do gatinho, e depois terá uma explicação mais detalhada sobre alguns itens.

Objectos a adquirir:
  • uma caixa transportadora;
  • uma tigela de comida e outra para a água (inox, cerâmica ou vidro);
  • uma saca de comida igual à que o gatinho está habituado;
  • uma caixa de areia;
  • uma saca de areia igual à que o gatinho está habituado;
  • uma pá para retirar os dejectos sólidos diariamente;
  • uma cama;
  • um arranhador;
  • um corta-unhas;
  • uma escova de cerdas própria para gato;
  • toalhitas ou shampô próprio para animais;
  • muitos brinquedos.

Transporte

Assim que pretende adoptar um gatinho, deve ter em conta de que forma o irá transportar para sua casa e, posteriormente, para o veterinário, entre outras saídas. Todas as saídas deverão ser realizadas com a maior segurança e conforto possíveis. Deverá, portanto, adquirir uma transportadora de gatos, que poderá facilmente encontrar em qualquer loja de animais ou hipermercado. Há nas mais variadas cores e feitios, bem como feitas de diferentes materiais. As de pano e esponja são mais confortáveis, mas as de plástico são mais resistentes e fáceis de limpar.
Imagem retirada de: olx.pt
Higiene

Assim que chegar a sua casa, o gatinho irá estar assustado e sentirá curiosidade de explorar todo o mundo que o envolve. Deverá, por isso, apresentar ao gatinho o local onde irá realizar as suas necessidades básicas. A caixinha de areia deverá ser tapada, para que permita ao gatinho ter privacidade quando a vai usar. Deverá usar areia que não liberte muito pó e que seja bastante absorvente sem, no entanto, libertar muito cheiro. Poderá usar a de sílica, que tem a duração de 2 a 3 semanas e não liberta odores. Deverá, todavia, remover os detritos sólidos diariamente. Apesar  de ser mais cara, a sua durabilidade compensa.
A caixa de areia deve ser colocado num local de fácil acesso ao gato e não deverá ser mudada de sítio, pois pode confundir o gato.
Inicialmente deverá utilizar o tipo de areia a que o gatinho está habituado, para que não estranhe.
Se o seu gato se recusar a usar a caixa de areia, experimente mudar o tipo de areia/conteúdo. Os gatos são animais muito higiénicos e o facto de se recusar a usar a caixa de areia indica que alguma coisa não está bem.

Imagem retirada de: felinepine.com
Ainda no que respeita à higiene do seu gato, deveremos ter em conta que o gato é um animal muito asseado e que passa uma parte significativa do tempo a cuidar da sua higiene. Cuidar das unhas faz parte dos rituais de limpeza dos gatos, uma vez que eles se preocupam em mantê-las limpas e afiadas. Para ajudarmos o nosso bichano nessa tarefa e para evitarmos estragos lá por casa, podemos cortar as unhas com alguma periodicidade com um corta-unhas adequado para animais, para evitar que as unhas quebrem. Poderá saber mais sobre como cortar as unhas do seu pequeno tigre no nosso artigo Cortar as unhas do seu gato.
Deverá também oferecer-lhe um poste de arranhar que, para além de ajudar na função dos cuidados das unhas, servirá também como brinquedo e evitará que o bichano se sinta tentado a afiar as unhas nos sofás ou carpetes.

Imagem retirada de: girafaonline.com

Para cuidar do pelo do seu gatinho, deverá ter à mão uma escova mista de cerdas e arames finos e toalhitas ou shampô próprios para animais.
A maioria dos gatos cuida com assiduidade da sua pelagem, e um pelo liso e brilhante é sinónimo de saúde e bons tratos. No entanto, os banhos de língua contribuem para a formação de bolas de pelo no tracto digestivo, pois o gato ingere muitos pelos mortos quando se está a lamber.
É recomendável que escove o pelo do seu gato com alguma assiduidade para evitar que ingira os pelos mortos, especialmente se o seu gato tiver pelo longo. Ao escovar o pelo do seu gato, estará também a contribuir para que se torne ainda mais liso e brilhante, para que o pelo não embarace e para revelar a presença de algum parasita, como pulgas ou carrapatos.
Habitue o gatinho a ser escovado desde pequeno para que a escovagem semanal se torne um momento de prazer para ambos, e não um momento de transtorno.
Poderá utilizar uma escova dupla de cerdas macias e arames. A parte do arame serve para remover o pelo morto, e deverá ser utilizada com cuidado para não ferir a pele do gato. A parte de cerdas serve para alisar o pelo do bichano, conferindo-lhe macieza e lustro. A escovagem deverá ser sempre no sentido do pelo, ou seja, da cabeça para a cauda.
Imagem retirada de: pt.dreamstime.com

Alimentação

Para além da caixa de areia, deve mostrar ao seu gato o sítio onde irá ser colocada a comida e água. À semelhança do que acontece com a caixa de areia, também os comedouros deverão ter um sítio fixo, para não confundir o bichano. De preferência, não coloque os comedouros junto da caixa de areia. O local onde come deverá ser distinto do local onde urina e defeca.

Utilize comedouros de inox, cerâmica ou vidro, e nunca de plástico. O plástico poderá libertar substâncias da sua composição que são prejudiciais ao seu bichano. Para além de que os comedouros de inox, cerâmica ou vidro são mais fáceis de limpar e desinfectar, pois podem ir à máquina de lavar loiça.
Também à semelhança do que acontece com a areia, deverá inicialmente colocar à disposição do seu gatinho o mesmo tipo de ração a que ele está habituado. A mudança brusca do tipo e/ou marca da ração poderá provocar distúrbios gastro-intestinais e provocar vómitos e diarreias. Mudar a ração é algo que deve ser feito de forma cuidada e progressiva para que o sistema digestivo do bichano se adapte.

Imagem retirada de: emule.com.br

Brinquedos

Brincalhão por natureza, o gato diverte-se com tudo o que mexe. Assim, qualquer objecto da casa pode ser visto como um potencial brinquedo para ele. Por serem muito curiosos, não devemos deixar à disposição deles qualquer objecto que possa ser perigoso, tais como objectos cortantes ou que possam ser facilmente engolidos, produtos venenosos, objectos que possam ser derrubados com facilidade ou onde o gato possa ficar enclausurado, entre outros.
Se passa muito tempo fora de casa, o ideal é arranjar alguns brinquedos com que o bichano se possa entreter enquanto os donos estão fora.
Para além da componente lúdica, os brinquedos são também uma forma de o gato se exercitar e de passar o tempo sem fazer asneiras...
Poderá comprar bolinhas, ratinhos ou brinquedos com sininhos, mas não é preciso gastar muito dinheiro em brinquedos para o seu gatinho... basta um pouco de imaginação. Às vezes, os brinquedos mais simples são os que provocam mais horas de diversão!
Um dos brinquedos mais apreciados pelos gatos são os pêndulos. Se não tiver outro brinquedo, faça uma pequena bola com lã ou papel e pendure com um fio no puxador de uma porta ou numa cadeira, vai ver como o seu gato fica feliz.
Pode também fazer bolinhas com papel de alumínio, pois o som que fazem é bastante aliciante para os gatos. Até uma tampinha de plástico de uma garrafa pode ser um excelente brinquedo!

Será importante que dispense algum do seu tempo a brincar com o gatinho. Pelo menos 15 minutos do seu dia farão com que solidifique a sua relação com o gatinho e vão proporcionar-lhe muitos momentos de diversão e descontracção, tão importantes no stress do dia-a-dia! Não há nada mais divertido e amoroso que ver um gatinho brincar!


Imagem retirada de: gatilfahir.blogspot.com


1 comentário:

  1. Olá!!!
    Este artigo está bastante interessante... A minha irmã adoptou um gatinho bebé e é uma delícia!!! Chama-se Panda.
    Beijinhos, Lili e Kitty.

    ResponderEliminar

Sejam bem-vindos ao mundo das Curiosidades Felinas!
Muito obrigada por comentar!
Para pedidos de informação mais urgentes, por favor utilize o mail curiosidadesfelinas@gmail.com. Obrigada!

Informação

Todos os textos publicados foram preparados após pesquisas em enciclopédias, livros especializados, clínicas veterinárias e sites de conteúdo fidedigno, bem como pela experiência pessoal de convivência com muitos peludinhos.
Se detectar qualquer irregularidade ou incorrecção, agradecemos o seu contacto.


Voltem sempre!

Glitter Text Generator at TextSpace.net

Idade

PitaPata - Personal picturePitaPata Cat tickers