Os nossos amigos Gatos

Ao longo deste blog vai ser possível conhecer algumas curiosidades felinas e aprender mais sobre estes adoráveis animais.
Aqui encontra um guia prático com todas as informações que o dono responsável precisa de saber.
Sejam bem-vindos ao mundo das Curiosidades Felinas!



quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Tinha (Dermatofitose)

Imagem de: http://www.hvp.pt/

A Tinha, ou Dermatofitose, é uma micose superficial ocorrente em pêlos, unhas e pele, provocada por um grupo especial de fungos, os dermatófitos, que etimologicamente significa «plantas que vivem na pele». Este parasita alimenta-se da queratina (proteína integrante da estrutura da pele) e não consegue viver em tecidos com uma grande inflamação.
Os três tipos de fungos mais comuns são: Microsporum canis, Tricophyton mentagrophytes e o Microsporum gypseum.
Em gatos, a Microsporum Canis é responsável por aproximadamente 98% das infecções observadas e afecta especialmente gatinhos, gatos idosos ou gatos com o sistema imunitário debilitado. Os gatos de pêlo comprido são mais propensos a manifestar Tinha do que os de pêlo curto.
A Tinha pode ser diagnosticada através de vários modos:
  • Lâmpada de Wood: é uma lâmpada que emite radiação ultravioleta. É usada numa divisão escura. No caso de existir uma infecção, os esporos do Microsporum canis apresentam fluorescência, devido a um metabolito que os fungos em crescimento segregam no pêlo. No entanto, este método não pode ser usado como meio de diagnóstico definitivo, pois podem ocorrer falsos positivos. Por exemplo, as pomadas tópicas apresentam uma fluorescência verde brilhante que pode ser confundida com aquela emitida pelos esporos.
  • Observação dos pêlos ao microscópio: podem-se observar ao microscópio amostras de pêlo para procurar evidências de unidades de fungos associados à raíz capilar. Os pêlos a ser examinados são aqueles que apresentaram fluorescência quando examinados através da Lâmpada de Wood, ou que se encontram em redor da zona de alopécia.
  • Cultura de fungos: retirar pêlos da área em torno da lesão, arrancado-os com uma pinça ou escovando-os com uma escova de dentes nova, e colocá-los numa placa de cultura para fungos. O meio de teste para dermatófitos contém um indicador de cor que assinala o crescimento de um microrganismo patogénico. A vantagem deste método de diagnóstico consiste não só na confirmação de dermatofitose, como ainda nos permite saber qual a espécie de fungo envolvido. A desvantagem consiste no facto do crescimento de fungos requerer um mínimo de 10 dias. Este é ainda o único teste que permite averiguar se um animal é portador da doença.
  • Biópsia: Algumas vezes, as lesões observadas na pele são tão incaracterísticas, que apenas uma biópsia de pele pode confirmar o diagnóstico. Nestas amostras são facilmente visíveis os esporos fúngicos.

    Dependendo dos resultados dos testes preliminares, o veterinário pode optar por iniciar o tratamento imediatamente ou adiá-lo até estarem disponíveis os resultados de testes mais específicos.
Como se dissemina?

A Tinha é transmitida pelo contacto com outros gatos infectados, pelagem contaminada ou ambientes contaminados. É uma doença altamente contagiosa, tanto para outros animais como para os humanos.
O fungo multiplica-se nos tecidos queratinizados, produzindo esporos que depois são libertados para o meio ambiente. Estes esporos são muito resistentes e serão fonte de contágio para outros animal e até mesmo para humanos.
A infecção depende de inúmeros factores: estado de saúde do animal, factores de stress, número de esporos disponíveis para a infecção e a predisposição genética de cada animal.
Os esporos não conseguem entrar na pele intacta, sendo necessário algum tipo de traumatismo para facilitar a infecção. Os banhos e limpeza excessiva dos animais podem predispô-los à infecção, ao remover os seus mecanismos naturais de defesa e aumentando a humidade da pele e da pelagem.
Geralmente, uma pessoa que ainda não tenha lesões típicas de dermatofitose à data em que esta doença tenha sido diagnosticada no seu animal, não virá a desenvolver a doença.
Geralmente, uma pessoa que ainda não tenha lesões típicas de dermatofitose à data em que esta doença tenha sido diagnosticada no seu animal, não virá a desenvolver a doença.

Quais são os sintomas?

As lesões características desta doença são resultado de uma reacção inflamatória da pele ao fungo. Os dermatófitos invadem a haste do pêlo, destruindo-a, e alteram a queratinização normal. Isto resulta na queda do pêlo e descamação da pele.
O aspecto característico da lesão em anel é um fenómeno que ocorre sobretudo em humanos.
Nos animais, as lesões mais observadas são de aspecto mais variável, podendo mimetizar qualquer outro tipo de lesão dérmica. Surgem frequentemente lesões secas, cinzentas e descamativas, que causam prurido e rubor. Devido aos comportamentos de limpeza dos gatos, os esporos disseminam-se por toda a pelagem.
As lesões podem ser localizadas ou multifocais.

Qual é o tratamento?

Apesar da maioria das infecções nos gatos saudáveis ter remissão espontânea, é sempre aconselhável o tratamento, pois trata-se de uma doença altamente contagiosa.
Os animais afectados estão constantemente a espalhar esporos pelo ambiente doméstico, o que significa que a desinfecção da casa é fundamental para o tratamento do animal.
No que respeita a tratamento local, o gato deverá ser tratado com champôs ou cremes antifúngicos. No entanto, a medicação oral é essencial no tratamento da Tinha. Esta medicação vai actuar nos folículos pilosos e chegar ao local onde estão concentrados os fungos, conseguindo eliminá-los.
Todo o ambiente doméstico deverá também ser descontaminado. A cama, coleira e escovas do animal deverão ser eliminados.
O problema na desinfecção da casa consiste no facto de poucos produtos serem eficazes.
Lixívia diluída em água na proporção de 1:10 elimina 80% dos esporos numa única aplicação, devendo ser por isso utilizada em todas as superfícies.
A aspiração profunda e a limpeza a vapor das carpetes é importante na remoção física dos esporos (é importante descartar os sacos de aspirador já usados).
Para reduzir a contaminação ambiental, os gatos que eventualmente residam em casa deverão ser confinados a um só quarto até que os resultados da cultura fúngica sejam negativos.
A restante área da casa poderá ser desinfectada durante este período.
As culturas são realizadas mensalmente enquanto o tratamento estiver em curso.


A informação médica contida neste artigo serve apenas para um esclarecimento do proprietário acerca desta patologia. Logo, se detectar algum destes sinais no seu animal, não hesite:
consulte o seu Médico Veterinário.

Informação consultada e retirada de http://www.hvp.pt/ e http://www.royalcanin.pt/

3 comentários:

  1. Oi Denise,
    Obrigada por visitar me blog. Adorei o seu, vou visitá-lo sempre.

    Beijos

    ResponderEliminar
  2. tenho 10 gatos e 8 esta infectado qual e como eu poderia cuidar da recuperação dele dentro de casa?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A recuperação vai ser um pouco lenta, poderá demorar cerca de um mês... Vai ter de dar banho aos seus bichanos infetados com um produto veterinário próprio, dar antibiótico para todos eles e lavar e desinfetar bem o local onde todos dormem. Atenção! A Tinha é contagiosa para os seres humanos, talvez as pessoas aí de casa também tenham de tomar antibiótico e passar uma pomada nas borbulhas! Mas não se preocupe, se for tratada não terá qualquer consequência, nem nos bichanos nem nas pessoas. Vai ter de ir ao veterinário para que ele lhe receite a loção e o antibiótico. Boa recuperação de todos, vão ficar bons depressinha! :)

      Eliminar

Sejam bem-vindos ao mundo das Curiosidades Felinas!
Muito obrigada por comentar!
Para pedidos de informação mais urgentes, por favor utilize o mail curiosidadesfelinas@gmail.com. Obrigada!

Informação

Todos os textos publicados foram preparados após pesquisas em enciclopédias, livros especializados, clínicas veterinárias e sites de conteúdo fidedigno, bem como pela experiência pessoal de convivência com muitos peludinhos.
Se detectar qualquer irregularidade ou incorrecção, agradecemos o seu contacto.


Voltem sempre!

Glitter Text Generator at TextSpace.net

Idade

PitaPata - Personal picturePitaPata Cat tickers